Osso de dinossauro tem vestigios de colágeno descoberto na costela

Foram examinados ossos de um dinossauro que viveu a cerca de 200 milhões de anos usando se um aparelho chamado emissor de radiação ou luz síncroton (no Brasil há um aparelho desse diga se de passagem) e o resultado do exame conseguiu captar vestígios de colágeno no interior do osso da costela do dinossauro
esse vestígio pode fornecer informações sobre os tecidos e sangue dos dinossauros
.