Parece que escolhemos brigar,

Nós brigamos. Parece que escolhemos brigar, mas não é verdade, a verdade é que nosso instinto é briguento e estamos presos um ao outro. Falamos bobagens, os meus pais também falam. Falar bobagens não é um crime, é uma maldição quando nos acostumamos. Nós brigamos, nos gostamos, voltamos à birra, à olhar para estrelas e observar além delas e ultrapassar a nossa alma. Nós brigamos, não sei se de fato é amor ou um fogo gentil que ferve o espírito e doura a nossa pele. Nós brigamos por estarmos juntos, um objeto com várias peças lançado com intensidade para o futuro à espera de que as mãos de Deus nos encontro antes da gravidade nos puxar para o fim, para a separação, para o fim.

Sam Nascimento, La vida passe.

Comentários