Não consigo parar de lembrar da última vez que ouvi sua voz

Não consigo parar de lembrar da última vez que ouvi sua voz… Eu falei que estava com muito medo de todos aqueles dias maravilhosos que estávamos vivendo, e ainda comentei com você que quando tudo vai bem demais, sempre acontece algo pra acabar com a nossa felicidade. Lembro como se fosse ontem, o momento em que você falou que me amava, e logo em seguida numa outra frase que começou com uma gargalhada, estava me dizendo: “Pára de ser besta, pode ficar tranquila que não vai acontecer nada de ruim não…” – Como eu queria que isso tudo fosse verdade. – Eu acabei prevendo, eu acabei sentindo tudo antes mesmo de acontecer. E tudo de ruim realmente aconteceu, tudo que existia entre nós se perdeu e deixou de existir da noite pro dia. Não foi por falta de amor, talvez tenha sido pelo excesso dele. Talvez tenha sido por causa de toda a minha insegurança, todo meu ciúme; e tudo isso somou com a sua indiferença, seu desdém… Não sei. Definitivamente eu não sei o que deu errado. Mas o que eu sei é que nós tínhamos uma probabilidade imensa de dar certo, mesmo que nunca tivéssemos chegado realmente a ser um casal. E sabemos que não faltou sentimento pra fazer dar certo. O que faltou foi a chance, a oportunidade de fazer acontecer tudo de bom que poderia realmente acontecer… Aos poucos estou tentando voltar a viver sem você. Aos poucos a sua voz já deixa de ser tão presente na minha mente, já está distorcida e misturada com tantas outras vozes que ouço durante o dia. Aos poucos sua voz tem sumido, e eu já nem consigo me recordar de como ela costumava ser. Mas, essa frase… Essa frase que você me disse ecoa na minha mente de uma forma tão dolorosa. Talvez seja somente para me lembrar de que eu deveria deixar de me iludir tanto com palavras, e passar a acreditar mais na minha intuição que não tem falhado. Quem sabe assim eu possa acabar conseguindo me proteger de antemão.
Du bist das Beste was mir je passiert ist, Suelen Bastos.

Comentários