Da janela de um ônibus o mundo parece

Da janela de um ônibus o mundo parece “melhor”, outro dia eu vi um casal correndo, o rapaz havia pegado o algodão doce da mão dela e ela correu atrás dele, até que ele parou, ela rindo pegou o algodão doce da mão dele e ele a agarrou pela cintura e a beijou.
Em três minutos eu pude ver um dos momentos mais felizes de um casal. Coisa que eu só via em filmes.
No mesmo dia eu vi um garoto ajudando uma senhora a carregar suas compras, talvez eu tenha até derrubado algumas lágrimas por ter visto que algumas pessoas ainda são boas.
É da janela de um ônibus que eu vejo caos do mesmo jeito que eu vejo amor.
Mas eu prefiro reparar mesmo é no amor, amor da mãe buscando o filho na creche e ele vindo até ela e a abraçando.
Eu vejo amor quando alguém tem um sorvete enorme para tomar e a alegria transborda.
Eu vejo amor ali fora, mas aqui dentro de mim o caos permanece constante.
Eu também queria um algodão doce.

Comentários