Eu lembro de quando fui feliz

Eu já passei por tantas crises existenciais que já perdi as contas. Nem o indivíduo mais forte consegue segurar o mundo sob seus ombros por muito tempo, até a mascará mais forte quebra, e até mesmo o sorriso mais feliz enferruja e se desfaz com o tempo. Ninguém aguenta segurar o seu mundo e o dos outros por muito tempo. O meu já acabou a mais tempo do que posso imaginar, perdi a conta de quantas vezes chorei por dentro, é angustiante viver como se nada fizesse sentido, - ou será que alguma coisa já fez sentido na minha vida? Eu lembro de quando fui feliz, por um breve momento nada para mim foi tão certo por tanto tempo. A felicidade sempre teve data de validade para mim, eu cheguei à conclusão que nada mais me faria feliz, mesmo quando estou rindo isso não quer dizer que eu esteja feliz, não se iluda por uma risada porque a cada gargalhada é uma lágrima engolida, mesmo com tantas pessoas ao meu redor eu nunca me senti tão vazia, oca, quanto me sinto agora.
Anna Paula Varella.