despedidas não tem ponto final

Suas despedidas não tem ponto final, isso foi tudo o que pude reparar. Por isso que vais e voltas como se o tom fosse sempre de continuidade, embora saiba que aqui as flores e as cores se vão contigo, sempre. O teu sorriso quando volta tem o poder de matar o meu coração e mesmo assim ser tudo o que queria, ser uma vida nova pelo tempo que for. Pelo tempo que decidires, como em todas as vezes. Contudo, aprendi que falta o ponto final e que tu jamais o farás, jamais abanarás ao longe com lágrimas nos olhos deixando claro: é a última vez. Já nos perdemos entre as contas. Dizendo “eu te amo”, vai embora. Sorrindo sem contar os segredos, volta. Eu vou te dar um ponto final e tu, por favor, transformes ele em vírgula de uma vez.
Camila Costa.