tudo o que escrevo é sobre saudades

Já ficou clichê, tudo o que escrevo é sobre saudades. Eu não deveria me lembrar do seu nome, ou das coisas que você gosta, sendo que você não lembra nem do meu nome mais, você seguiu em frente, e eu fiquei aqui, parada no tempo, paralisada, mergulhada no mar da nostalgia, sonhos, e promessas, - que jamais serão cumpridas. Eu continuo aqui. Lembro do seu tom sério, da sua risada gostosa e do seu drama bobo, lembro de você pelo menos uma vez por dia, e isso vem me consumindo cada dia mais, e não venha me falar de cabeça desocupada, é inevitável. Eu sei que você nunca leu qualquer coisa que escrevi sobre nós, e nem vai ler qualquer coisa que eu vou escrever sobre o mar de saudade que está habitando do meu corpo. Eu sinto sua falta. Eu não deveria, mas sinto.
Anna Paula Varella.

Comentários