Na rua da sua casa, da padaria

Te espero ali, aqui. Na rua da sua casa, da padaria, do mercado. No ponto de ônibus, no cinema, na praça. Te espero no estacionamento, no casamento da minha tia, no aniversário do meu irmão. Na casa da dona Maria, na rua São José. Te espero na barraquinha do beijo, na doceria, no João do pão de queijo. Em qualquer lugar que eu esteja, irei esperar por você. Fiz de ti minha base de existência. “E agora?” você me pergunta. E eu te respondo: “Quero que continue assim, tudo bem pra mim. Posso te esperar por mais um mês, um ano… Enfim.”
Tabacos.

Comentários