técnica reduz câncer ‘dramaticamente’ em 11 dias

Bem Estar - Nova técnica que combina 2 drogas reduz câncer de mama ‘dramaticamente’ em 11 dias: "Nova técnica que combina 2 drogas reduz câncer de mama ‘dramaticamente’ em 11 dias"



Uma combinação de dois medicamentos pode diminuir muito ou eliminar alguns tipos de câncer de mama em apenas 11 dias, de acordo com médicos britânicos.

Eles dizem que a descoberta "surpreendente", apresentada na Conferência Europeia de Câncer de Mama, pode significar que algumas mulheres não irão precisar de quimioterapia.

As drogas, testadas em 257 mulheres, atacam uma fraqueza específica encontrada em 1 a cada 10 casos de câncer.Segundo especialistas, a descoberta é um passo importante para cuidados sob medida para o câncer.

Os médicos que coordenaram os testes não esperavam - nem sequer pretendiam - alcançar resultados tão significativos.

Eles estavam pesquisando como as drogas mudavam o câncer na breve janela entre o diagnóstico de um tumor e a operação para removê-lo.

Mas no momento da operação, não havia mais sinais de câncer em algumas pacientes.

Judith Bliss, do Instituto de Pesquisa do Câncer de Londres, disse que o impacto da descoberta seria "dramático".

"Ficamos especialmente surpresos com essas descobertas já que foi um teste de curto prazo. Ficou claro que alguns tiveram uma resposta completa. É muito intrigante, é muito rápido", disse à BBC.

Tipo de câncer

As drogas usadas foram lapatinib e trastuzumab, essa última mais conhecida como Herceptin.

As duas têm como alvo a HER2, proteína que acelera o crescimento de alguns cânceres de mama em mulheres.

O Herceptin age na superfície de células cangerígenas, enquanto o lapatinib consegue penetrar dentro da célula para 'desligar' a HER2.BBC

11/03/2016 15h40 - Atualizado em 11/03/2016 15h43

Nova técnica que combina 2 drogas reduz câncer de mama ‘dramaticamente’ em 11 dias

Médicos se surpreenderam ao descobrir, na operação para retirada de tumores, que estes tinham regredido em pacientes que haviam tomado combinação de medicamentos.

James Gallagher

Correspondente de Saúde, BBC News

FACEBOOK

 Exames de mamografia serão realizados até domingo  (Foto: Giliardy Freitas/ TV TEM)

Mulher se submete a exame de mamografia; medicamentos conseguiram bons resultados em pouco temo de estudo (Foto: Giliardy Freitas/ TV TEM)

Uma combinação de dois medicamentos pode diminuir muito ou eliminar alguns tipos de câncer de mama em apenas 11 dias, de acordo com médicos britânicos.

Eles dizem que a descoberta "surpreendente", apresentada na Conferência Europeia de Câncer de Mama, pode significar que algumas mulheres não irão precisar de quimioterapia.

As drogas, testadas em 257 mulheres, atacam uma fraqueza específica encontrada em 1 a cada 10 casos de câncer.





CURTA O BEM ESTAR

Siga o programa nas redes sociais

facebook.com/bemestar

twitter.com/bemestar

Segundo especialistas, a descoberta é um passo importante para cuidados sob medida para o câncer.

Os médicos que coordenaram os testes não esperavam - nem sequer pretendiam - alcançar resultados tão significativos.

Eles estavam pesquisando como as drogas mudavam o câncer na breve janela entre o diagnóstico de um tumor e a operação para removê-lo.

Mas no momento da operação, não havia mais sinais de câncer em algumas pacientes.

Judith Bliss, do Instituto de Pesquisa do Câncer de Londres, disse que o impacto da descoberta seria "dramático".

"Ficamos especialmente surpresos com essas descobertas já que foi um teste de curto prazo. Ficou claro que alguns tiveram uma resposta completa. É muito intrigante, é muito rápido", disse à BBC.

Tipo de câncer

As drogas usadas foram lapatinib e trastuzumab, essa última mais conhecida como Herceptin.

As duas têm como alvo a HER2, proteína que acelera o crescimento de alguns cânceres de mama em mulheres.

O Herceptin age na superfície de células cangerígenas, enquanto o lapatinib consegue penetrar dentro da célula para 'desligar' a HER2.

saiba mais

Observar as mamas e fazer exames podem ajudar no combate ao câncer

Câncer de mama: o que é, como diagnosticar e tratamentos

O estudo, que também ocorreu em hospitais do NHS (o SUS britânico) em Manchester, deu o tratamento a mulheres com tumores medindo entre 1 e 3 cm.

Em menos de duas semanas de tratamento, o câncer desapareceu completamente em 11% dos casos, e em outros 17% ele ficou menor que 5mm.

Atualmente, quem tem câncer de mama HER2 positivo tem mais chances de reincidência.

"Teríamos que ter certeza de que não estamos dando um passo atrás e aumentando o risco de reincidência", acrescentou Bliss.

"Esperamos que esse teste particularmente impressionante com essa combinação sirva para darmos um passo além em direção a uma era com mais tratamentos personalizados para câncer de mama HER2 positivo", disse Delyth Morga, presidente-executiva da Breast Cancer Now.



fonte G1

Postagens mais visitadas deste blog

Caixa de Som Amplificadora TRC