Dançando na escola

O texto “dançando na escola” fala sobre a importância da dança como instrumento de ensino. No texto o autor observa que a criança ao entrar na escola já trás consigo um conhecimento, e um desenvolvimento que pode e deve ser utilizado pelo professor.
Partindo desse conhecimento prévio o professor precisa aprimorar o conhecimento dos alunos, promovendo construção de novos conhecimentos e possibilitando a expressão de sentimentos através do movimento.
Conforme o autor, a dança não é uma proposta obrigatória, mas uma das muitas opções para se trabalhar a cultura corporal, onde o professor deve se preocupar com a qualidade, adequação, e com a participação do aluno nas atividades, pois elas podem proporcionar ao aluno reflexão, compreensão, e decisão quando em frente de alguma situação que necessite dessas habilidades.
A dança proporciona ao educando o domínio de seu próprio corpo, superação de limites, aprimoramento dos movimentos.
O autor afirma que a dança é só um meio de aprendizagem, mas não deve ser considerado independente, pois as atividades por si só não se constitui ensino.
O texto fala que a dança não se resume a aquisição de habilidades corporais, mas auxilia no desenvolvimento cognitivo, contribui para o autocontrole e para o entendimento da realidade social.
Para o autor as atividades devem ser simples e devem envolver movimentos próprios do dia a dia das crianças como andar, saltar, correr e outros. Essas atividades devem visar o desenvolvimento de noções como tamanho, forma, espaço e etc. devem ainda seguir uma seqüência que vai de ritmo lento e de menor duração ao ritmo mais acelerado e com o período mais prolongado.
O professor precisa também trabalhar variações de movimentos e estilos musicais, explorando o movimento do corpo doa alunos e suas capacidades, ampliando as vivencias e as experiências dos educandos.
No entanto é necessária que o educador se preocupe em não tornar a aula mecânica e com isso tolhir a criatividade dos alunos.
A dança segundo o texto proporciona algumas habilidades e capacidades físico-motoras como: velocidade, força, equilíbrio, ritmo e outros.
Partindo desse pressuposto o professor deve lembrar que o corpo do aluno esta em desenvolvimento, em crescimento e que através da dança é possível explorar os sentimentos e expressões da criança.
O autor afirma que é um desafio ao professor atingir os objetivos propostos pela educação física e favorecer a evolução de valores e atitudes para promover a formação reflexiva e consciente dos alunos.

Postagens mais visitadas deste blog

Caixa de Som Amplificadora TRC