Guerreiro de Roma O Rei dos Reis

Guerreiro de Roma - O Rei dos Reis


Resumo escrito por:chouroz
Balista desejava ser um bom romano. Woden, o todo-pai sabia-o. Mas era difícil. Em momentos destes era quase impossível.
Em 256 d. C. o fantasma da traição paira como um presságio sobre o Império Romano. As intrigas, avenças e desavenças pela luta do poder e da sucessão do trono de Roma leva os candidatos legítimos a disputas silenciosas e mafiosas com intrigas, chantagens e subornos de todas as altas esferas da corte romana, onde de um momento para o outro, Balista, um guerreiro Nórdico a quem chamam de bárbaro e que jurou lealdade a Roma e seus imperadores, vê-se envolvido numa rede de intriga e fanatismo religioso onde a chama do fervor cristão espalhou-se pelo Império como um incêndio e este é posto á prova tendo que limpar o império da maléfica ascensão desses cristãos perseguindo-os e matando-os, coisa que não consegue fazer, tendo mesmo arranjado maneira de os deixar escapar das prisões, o que leva a que nos círculos do poder, onde há intrigas de homens perigosos e poderosos como Quieto, filho de Macriano maior, que o tentam incriminar e até matar para poder chegar ao trono do Império, mas este vai conseguindo escapar. Entretanto, as forças sassânidas lideradas pelo Rei dos Reis, Sapor I filho de Ardashir I, pressionam sem tréguas a fronteira oriental. O destemido general Balista regressa à corte imperial da cidade arruinada de Arete e descobre que há quem prefira vê-lo morto. A sua coragem e lealdade a Roma e ao imperador serão postas à prova. O Guerreiro de Roma está de volta á luta depois de saírem da cidade de Edessa e se confrontar com o Rei dos Reis….
A não perder uma leitura interessante e empolgante onde a escrita é muito interessante e boa durante XXXI capítulos.

Guerreiro de Roma - O Rei dos Reis Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/books/romance/2408107-guerreiro-roma-rei-dos-reis/

Comentários