como funciona a dor

A Biologia da Dor


Resumo escrito por:OUTONODAVIDA
A DOR sempre foi um assunto corrente, tanto para o grande público, quanto para os biologistas e até para os filósofos e sociólogos. Quem nunca sentiu dor? Quem nunca se rebelou contra ela? Quantos se questionam sobre os motivos de sentir dor? E elas, as dores físicas e as dores emocionais, em maior ou menor intensidade, acompanham o ser humano (e aos animais, também), do berço à sepultura.

Mas, além de sabermos que a dor é uma sensação tão desagradável, às vezes tão insuportável, podendo até levar ao suicídio, por mais que tenhamos sofrido diferentes dores na vida, poucos de nós sabem O QUE É A DOR.

Esta, é uma obra que trata da "BIOLOGIA DA DOR". Como obra científica, estuda a dor, não do ponto de vista da compaixão e da solidariedade que deve ser dedicada ao que sofre, mas cientificamente.

O Autor esclarece que existem dores e dores, ou seja, uma grande diversidade de dores. E, por serem diversas, não podem ser todas consideradas da mesma forma. É preciso, antes, conhecer A DOR que se apresenta.

Quanto à dor física, são analisados dois tipos de dor: A DOR-ALARME, que surge de forma brutal, repentina, como a que decorre da batida de um martelo no dedo ou um corte. Este tipo, raramente estará associado a um fenômeno de longa duração. E a DOR-SINTOMA, que surge de forma intermitente, prolongando-se no tempo e deixando suas marcas no corpo e no pensamento. Esta, segundo o Autor, é um sentido tão importante, quanto o tato e a visão. Se esse sentido não existisse, como ocorre em alguns casos patológicos raros, o ser humano não teria condições de buscar tratamento para suas doenças, estaria totalmente vulnerável e sujeito à morte, por distúrbios ou circunstâncias perfeitamente tratáveis.

O Autor afirma que "Ser privado da sensação de dor é tão prejudicial, e talvez mais perigoso, quanto ser surdo ou cego." E exemplifica com uma situação patológica rara: Uma pessoa, por exemplo, pode pegar um prato quente, diretamente do forno, sem sentir qualquer desconforto. Desprovidas desse sinal de alarme, que é a sensação de dor, esse tipo de doente fica muito vulnerável, porque, embora não sinta a queimadura, o fogo as queima da mesma forma. E essa pessoa pode domorar muito tempo, até perceber que se queimou e tratar o ferimento.

Neste livro, o Autor apresenta os elementos daquilo que se conhece sobre as vias e centros retransmissores seguidos pelas mensagens dolorosas até o cérebro.

A partir da leitura deste livro, aprende-se que, em inúmeros casos, a DOR é uma aliada. É decorrente de um sistema de segurança, instalado pelo cérebro, que faz soar o alarme, quando algum agente está agredindo o organismo, possibilitando a busca de recursos contra oagressor.
A Biologia da Dor Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/exact-sciences/biology/2385776-biologia-da-dor/

Comentários