pensamento da Era do Iluminismo


Resumo escrito por:Letras2013


O pensamento da Era do Iluminismo

· O século XVIII é o século da Filosofia, é a época em que a ciência da natureza adquire novas riquezas e uso de um novo método de filosofar; o que excitou no homem uma certa elevação de idéias.


· Assim como D´Alembert sentiu-se empolgado pelo conhecimento de seus próprios atos, a autoconsciência e a previsão intelectual; o homem que usa essa linguagem filosófica a fim de retornar à sua origem será o cientista mais respeitado de seu tempo- progresso intelectual e qualitativo

· O iluminismo buscava a multiplicidade do saber com sentimento para “concentrá-lo”; ou seja, os caminhos divergem, mas essa divergência nada tem de dispersão. Sendo a “razão” o ponto de encontro entre a expansão e expressão desse século.

· O século XVIII renunciou a forma de “dedução” e de explicação sistemática (sistema filosófico); dando lugar a uma forma dotada de mais liberdade. Assim, o discurso do método de Descartes será substituído pela análise newtoniana, propondo este último senão a ordem e a legalidade perfeita da realidade empírica.

· D´Alembert estabeleceu novos vínculos entre o espírito positivo e o espírito racional( idéias realizáveis), em contraponto ao dogma do “espírito de sistema”; deixando a razão desenvolve-se pelo conhecimento crescente dos fatos.

· O mundo deve encontrara lógica dos fatos, no caminho da ciência, para estabelecer a reciprocidade entre “sujeito” e “objeto”.

· Newton formulou a cosmologia, confirmando a exatidão matemática de Kepler e a intuição imediata da natureza; cruzando a partir daí, os métodos de “resolução” e “composição”. Sendo assim, sua teoria reduziu-se à lei da queda livre e à do movimento centrífugo; sintetizando suas idéias em um único princípio inteligível.

· Para os grandes sistemas metafísicos do séc. XVIII, a razão é a região das verdades eternas, á s quais são comuns ao espírito humano e divino. Já no séc. XVIII, a razão desliga o espírito de todos os fatos, crenças e tradições; esta por sua vez, não está ligada à possessão, mas à sua forma de aquisição.

· O século XVIII partiu em busca da fronteira entre o espírito matemático e filosófico, a fim de satisfazer ambas em suas oposições, analisando-as em suas diversas operações psíquicas.

· Montesquieu quis mudar o equilíbrio instável do Estado, para em seu equilíbrio recíproco (governo misto não despotista) pudessem deixar à liberdade o mais vasto campo possível.

· O pensamento filosófico do séc. XVIII era “conhecer” a multiplicidade dos elementos, colocando-os em reciprocidade a fim de totalizarem-se em uma regra constante e geral.


A FILOSOFIA ILUMINISTA Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/humanities/arts/2377421-filosofia-iluminista/

Comentários