Livro sobre município de Campos

 Campos- geografia e progresso


Resumo escrito por:JeanLeite
“Um pedaço de terra chamado Campos- sua geografia e seu progresso”

O livro de Jorge Renato Pereira Pinto, um dos maiores historiadores do município, reeditado no ano de 2006 pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, traz em seus 12 capítulos grandes contribuições acerca dos aspectos históricos e geográficos do município de Campos dos Goytacazes.
Em sua introdução e em seu primeiro capítulo, o autor buscou trazer uma visão panorâmica e abrangedora do município como um todo, ou seja, sua divisão distrital atual e os processos anteriores que resultaram nessa partilha e o consequente desmembramento em decorrência da emancipação de outras áreas. Além disso, são trabalhadas as questões relacionadas aos aspectos topográficos campistas, valorizando a planície que é a marca geomorfológica da região.
Nos capítulos 2 e 3, Pereira Pinto aborda respectivamente a hidrografia e o clima campista, dando ênfase ao rio Paraíba do Sul, responsável por abastecer a cidade, e ao complexo hídrico das lagoas onde se destacam a Lagoa de Cima e a Lagoa Feia (segunda maior lagoa do Brasil). Nos aspectos climáticos, o autor os relacionou às influências sobre a produção sucroalcooleira e fez um paralelo com as condições climáticas paulistas, historicamente os principais concorrentes dos campistas.
Entre os capítulos 4 e 7, foram destacadas as condições históricas que proporcionaram a caracterização demográfica campista, desde a influência dos índios Goytacazes, passando pelos escravos e pelos colonos europeus, tendo destaque principalmente os portugueses, italianos, sírios e libaneses.
Do capítulo 8 ao 10, Pereira Pinto trabalha a constituição histórica dos dois principais aspectos econômicos de Campos dos Goytacazes, primeiramente o açúcar e em seguida a exploração do petróleo na Bacia de Campos.
Nos 2 últimos capítulos são realizadas análises e previsões a curto prazo do desenvolvimento econômico do município como um todo, impulsionado pelo recebimento dos royalties do petróleo, além de considerações finais que valorizam a população local como principal construtora do patrimônio histórico, cultural e econômico local.
Esta obra é indicada a todos os que desejam conhecer e se aprofundar sobre a história do município de Campos, pois traz uma leitura fácil e objetiva a todo o público, podendo ser tanto fonte para trabalhos escolares quanto a nível superior de ensino nas faculdades de ciências humanas.

Um pedaço de terra chamado Campos- sua geografia e seu progresso Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/social-sciences/2375183-um-peda%C3%A7o-terra-chamado-campos/

Comentários