entenda os Vetores Logisticos




Os Vetores Logísticos, de acordo com a definição do PNLT (Plano Nacional de Logística e Transporte) de 2012, são espaços territoriais brasileiro


 onde há uma dinâmica socioeconômica mais homogênea quanto à produção, deslocamento, mercados e exportações. São “indicativos de esforços para intervenções”.
No Brasil, temos sete vetores logísticos principais: Amazônico; Centro-Norte; Nordeste Setentrional; Nordeste Meridional; Leste; Centro-Sudeste e Sul.
Com respeito à logística, nessas regiões estão sendo desenvolvidas grandes obras e projetos como a Rodovia Transoceânica (ligação Brasil-Peru), a expansão da malha brasileira de transporte ferroviário, o incremento do transporte hidroviário e as consequências quanto à necessidade de implantação de terminais intermodais, para a conexão principalmente entre rodovia-ferrovia e rodovia-porto fluvial.
Estão em pauta hoje no mercado novos projetos de dutovias e questões de modernização e expansão dos portos brasileiros nas mais diversas regiões. Como exemplos dessas iniciativas, temos:
- os casos de navios (navegação de longo curso) adentrando ao Rio Amazonas para captar cargas de exportação em terminais fluviais;
- a conexão da Ferrovia Norte-Sul com a Estrada de Ferro Carajás para proporcionar acesso ao porto de Itaqui – MA;
- a possibilidade de acesso rodoviário para o Oceano Pacífico, desde o Acre atravessando o Peru;
- a tendência do aumento da utilização da hidrovia do Rio Madeira à partir de Porto Velho;
- a expansão das hidrovias da região Centro-Sudeste; e,
- finalmente, alguns projetos de expansão dos portos do Sudeste e Sul do Brasil.


Comentários