Educação qualificada na cidadania


Resumo escrito por:EstudeSempre
Muito se comenta sobre a necessidade de uma educação de melhor qualidade, de maneira a que venhamos a ter uma mão de obra melhor qualificada. O ensino fundamental e médio ainda deixam a desejar, além daqueles trabalhadores que nem sequer o concluíram.
Em comparação com países bem próximos a nós, tais como Uruguai e Argentina estamos bem atrás e poderia também citar alguns bem mais distantes como os “Tigres Asiáticos”, com destaque para a Coréia do Sul. Esta com investimentos em educação, seriedade e mobilização nacional em torno de uma educação de qualidade nas últimas 3 ou 4 décadas, conseguiu resultados expressivos no cenário sócio econômico mundiais. E observemos que este país possui recursos naturais muito menores que o Brasil e vive em constante tensão militar com o próprio coirmão de fronteira; a Coréia do Norte.
O governo e as empresas tem buscado fazer com que estes trabalhadores voltem a estudar, não somente no ensino formal mas do mesmo modo em horários disponibilizados na própria empresa; boas ações sem dúvida alguma. Preparar a mão de obra para que saiba operar máquinas de tecnologia cada vez mais sofisticada, treinar os trabalhadores para que foquem melhor a própria atenção na tarefa desempenhada e a constante redução no desperdício de matéria prima, são algumas das maneiras de se melhorar a produtividade e colocar o Brasil em melhores condições competitivas no cenário internacional.
Todavia, não basta que se aperfeiçoem as formas de treinamento nas empresas, alfabetize aqueles que não tiveram a oportunidade de estudar no passado ou dê a chance para que concluam o ensino fundamental e médio. Educação de qualidade vai além da letra fria das palavras, textos, números e da melhoria da capacidade operacional e da produtividade no mundo do trabalho. Esta educação e qualificação profissional só ganham real importância quando as informações estudadas são contextualizadas e sofrem uma análise crítica. Quais são os meus direitos e deveres ? Concorda ou discorda ? Por quê concorda / discorda ? O que você sugeriria como alternativa para melhorar a produção e de forma sustentável ?
A educação cidadã é composta de um conjunto de ações que possibilitarão ao trabalhador fazer as devidas relações entre o novo conhecimento adquirido, a aplicação deste no mundo do trabalho e os benefícios / malefícios que este novo saber poderá acarretar ao cotidiano dele e do entorno social. O aumento da produtividade acarretará de fato em alguma melhoria salarial ? É justo / injusto o trabalhador participar dos lucros da empresa ? Do mesmo modo é ou não justo uma greve por tempo indeterminado sem o desconto dos dias parados ? A educação cidadã tem uma relação direta com a formação de massa crítica no ambiente de trabalho.
Não é humano e nem tão pouco justo que somente se alfabetize, treine, adestre e condicione o trabalhador, de maneira a que ele venha a adquirir o conhecimento das novas tecnologias, mas sem a mínima capacidade intelectual para analisar se aquele conhecimento ajudará ou não na melhoria da própria qualidade de vida e dos que o cercam.
Não me parece que governos e empresariado estejam preocupados com uma “educação cidadã”. Talvez receiem que esta eleve o número de revindicações da classe trabalhadora, independentemente de serem justas ou não.
Pode ser que seja mais difícil o lidar com trabalhadores que quando crianças, jovens e mesmo já inseridos no mundo do trabalho, tiveram a oportunidade de passar por uma formação cidadã. Contudo, as chances de um aumento de produtividade crescem sensivelmente.

Qualificação profissional sim, mas educação cidadã também. Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/society-and-news/opinion/2325139-qualifica%C3%A7%C3%A3o-profissional-sim-mas-educa%C3%A7%C3%A3o/

Comentários