Um Universo sem Deus, regido apenas pelas leis da Fisica



Resumo escrito por:capwilliam
Um Universo sem Deus, regido apenas pelas leis da Fisica, esta é uma afirmativa de Brian Greene, o Cosmologista mais celebre da atualidade, em entrevista a Revista Época de 09 de agosto de 2004, Doutor em fisica pela Universidade de Columbia, Nova York onde tambem dirige um Instituto dedicado a estudos Cosmologicos, vem sendo comparado ao tambem Cosmologista britânico Stephen Hawking e a seu compatriota americano Carl Sagan, falecido em 1996, e, autor do seriado para a  televisão      
"COSMOS'. Angela Pimenta, uma reporter de alto nivel, no comentario que antecede a entrevista, faz um analíse sobre o trabalho de alguns ciêntistas, que a mais de duas decadas, dedicam-se na elaboração de uma Teoria que explique numa unica equação, o funcionamento, natureza e comportamento das ínfimas particulas do Universo. Angela Pimenta é clara ao afirmar que tal achado, seria a concretização do sonho de Albert Einstein, ou melhor, a unificação da Téoria da Relatividade e Quantica.
Brian Greene, não é desconhecido do grande publico, em 1999, publicou o livro Universo Elegante, que transformou-se em best-seller, sendo traduzidos em 26 linguas, que trata da Teoria das Super Cordas, sendo que em 2003, o Canal educativo Americano "PSB" o transformou em documentario. Seu mais novo Livro "O Tecido do Cosmos" que trata especificamente do Espaço e Tempo. Angela Pimenta inicia sua entrevista, vai direto ao assunto da atualidade. ou seja, o interpela sobre a Teoria das Super Cordas.
Brain foi categorico ao afirmar que ela, materializa o sonho de Albert Einstein, de criar uma teoria única capaz deexplicar o Universo, resumio. A Ciência tem duas vertentes, "Teoria da Relatividade" e a "Mecânica Quântica. É bom lembrar que essas duas Teorias só funcionavam nos próprios campos, o pequeno e o grande, e quando os Ciêntista tentavam junta-las as equações se estilhaçavam.
A Jornalista usando toda a sua capacidade para aproveitar as brechas deixadas pelo Ciêntista, ataca de maneira sutil e inteligente: Como as Super Cordas entraram na historia?
Brian simplesmente faz a seguinte afirmativa... Elas surgiram como uma nova e fundamental entidade, a base para tudo que existe no Universo, vai mais alem: A Ciência desde a muito tempo conhece os Átomos, as particulas subatômicas, como os Elétrons, os Quarks e os prótons, que intregam o núcleo dos átomos. Tambem é do conhecimento dos ciêntistas algumas particulas subnucleares, exemplo, quarks, naturais hábitantes dos nêutrons e prótons, neste exato momento o conhecimento convencional empaca, afirma Brian, e adianta: A Teoria das supercordas afirma que existe algo menor e mais fundamental dentro dos quarks, da mais infima particula subatômica, existe um filamento de energia que vibra matematicamente com as cordas de um vilino. e continuando faz a seguinte afirmação, os diferentes padrões de vibração dessas cordas que determinam a natureza de diferentes tipos de subparticulas. Indiscutivelmente, isso permite unificar a Teoria Geral da Relatividade com a Mecânica Quantica.
O surpreendente, é que para que essa Teória possa existir, ela requer que o Universo não tenha apenas as três dimenções com que estamos habituados: Os ciêntitas que adotam a Teoria da Supercordas trabalham com a possibilidade de que o Universo tenha entre dez e onze das chamadas dimenções espaço-tempo.
É dificil de engolir, mas é o que a Teoria prevê de maneira consistente. A perguta seguinte é deveras interessante. Todo mundo enxerga claramente da direita para a esquerda, para frente e para traz, para cima e para baixo. Cadê as outra dimenções?
Greene: Uma das sugestões da Teoroa é que nós não conseguimos enxerga-las justamente porque precisamos de luz para ver. E pode ser que a luz seja capturada, numa especié de armadilha, apenas pelas très dimenções  com as quais estamos acostumados, gosto de comparar o Universo que conhecemos e enxergamos a uma fatia de pão, afirma Brian Greene. e continua sua explanação. Mas o Universo, com suas realidades paralelas, poderia incluir as demais fatias de um mesmo pacote de pão de fôrma. E talves tudo que conhecemos e conseguimos exergar aconteça apenas nessa nossa fatia de realidade iluminda pela luz, que não consegue viajar para as demais fatias do pacote. Sim, mas não necessariamente. É possivel tambem que as demais fatias deste pão nem contenham vida. O Principal é que aquilo que durante muito tempo julgavamos ser o Universo pode ser apenas um pedaço dele, claro que é um desconforto danado, , depois de tanto tempo estudando a Teoria da Super Cordas não saber ainda a verdade.E todos nós, ciêntitas especializados nesse campo, temos uma nescessidade premente de poder comprova-la ou derruba-la com experimentos fisicos comprovaveis, nossa esperança é que isso aconteça na proxima decada. Independente de qualquer resultado, o estudo aprofundado dos aspectos Cosmológicos das Supercordas é primordial para o entendimento das outras partes do pão...finaliza Brain Greene
Universo SEM DEUS Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/exact-sciences/1895981-universo-sem-deus/

Comentários