mercado de trabalho para o jovem iniciante e também para o executivo



Resumo escrito por:AugustoDeSenior
Maneiras de conseguir o primeiro emprego

Executivos, alfaces e morangos – como direcionar e cultivar seu talento (São Paulo: Fundamento Educacional, 2006, 151 páginas) de Bernt Entschev, de início é explicado o título, trata-se de um livro sobre cultivo de plantas recebido de presente por um gestor (que pretende adotar suas “técnicas”), dito isto, o texto de Entschev aproxima-se de algo que poderíamos denominar como: “Pequeno manual para executivos em início de carreira”, uma vez que, vêm com inúmeros exemplos (reais, segundo o autor), conselhos, maneiras de comportamento, atitudes, ideias profissionais, modos de como crescer na empresa, etc., para aqueles que estão entrando no mercado de trabalho, e também para aqueles que querem continuar em suas carreiras e trabalhos.
Nos sete capítulos, divididos em primeira e segunda parte, que integram a obra o autor aborda de forma clara, com uma leitura agradável, atualizada e interessante, os diversos “temas” que gravitam em torno do “mercado de trabalho” para o jovem iniciante e também para o executivo que já faz parte da empresa, tópicos de relevância como: a verdade no currículo, modos de comportamento na primeira entrevista, como agir na hora da negociação salarial; a persistência, isto é, a consolidação da base profissional, a questão dos relacionamentos no trabalho, a combinação - casamento e profissão, a boa convivência no local de trabalho, a necessidade de estudar sempre (cursos de extensão, cursos de línguas, pós-graduações, MBAs, mestrados e doutorados) para manter-se atualizado, ativo e vivo no mercado de trabalho, etc.
O “pequeno manual” traz também uma série de atitudes negativas que devem ser evitadas tanto pelo executivo que já está no mercado, como pelo jovem aspirante, tópicos como: falta de humildade, excesso de vaidade, subserviência, falta de comprometimento com a empresa, utilização de idéias alheias em benefício próprio, fofocas para prejudicar colegas, associação comprometedoras com outros “setores”, etc.
Com toda uma fundamentação, até certo ponto lógica e coerente o autor nos convence que o jovem iniciante ao seguir seu “manual”, adotando suas fórmulas e seguindo à risca seus “conselhos”, sem sombra de dúvidas, vai conseguir “aprovação” e “colocação” para uma vaga de qualquer  grande empresa, e mais interessante ainda, vai manter-se no mercado e atingir grandes postos em sua carreira, tudo isso, através de promoções e por mérito próprio, além de formar grande plataforma de conhecimentos adquiridos.
Temos nas mãos um livro de cabeceira, de leitura leve e agradável e, segundo o autor, “recheado” com casos reais; mas, que foge um pouco a realidade quando percebemos ”certa montagem” em seus personagens, parece que o autor não considerou certos aspectos e determinados fatores relacionados ao dia-a-dia, como por exemplo: a vontade de aprender que cada um traz em si para superação de obstáculos; a amizade saudável que existe entre os funcionários de uma empresa como fator positivo de qualquer linha de produção ou montagem, as brincadeiras, as piadas, os apelidos, isto é, fatores que unem tanto, diretores, executivos, gestores e funcionários, sem este advento, seus “casos reais” ficam um pouco fantasiosos (fictícios), “plásticos” e desconsideram também coisas como: o nervosismo do primeiro emprego, a paciência do entrevistador, a “meta salarial” estipulada pela empresa, aptidões para determinadas funções de cada profissional, o estado psicológico de cada pessoa, etc., fatores que são ”indiretos”, mas que estão presentes na formação e capacitação de todos que estão à “procura de um lugar ao sol”.


Pequeno MANUAL PARA EXECUTIVOS EM INÍCIO DE CARREIRA (RESENHA) Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/f/books/dictionary/2080728-pequeno-manual-para-executivos-em/

Comentários