Fobias- Os Tratamentos nas Diferentes Classes Sociais



Resumo escrito por:lufalcao
É correto afirmar que, em função das diferentes situações de violência que assolam a sociedade atual, determinadas sensações incômodas foram desencadeadas, sendo geradoras de crises de insegurança e das mais diferenciadas formas de fobias. Isso se torna mais grave quando se trata de pessoas que não possuem recursos financeiros suficientes para bancar um tratamento terapêutico e até mesmo psiquiátrico, apresentando, portanto, maior grau de sentimento de falta de proteção e dificuldade de encontrar saídas para suas ansiedades e temores. É para essa grande parcela da população que este artigo é dirigido, já que a ela o poder público pode e deve oferecer, gratuitamente, métodos e técnicas de relaxamento como a que Joseph Wolpe, psiquiatra sul-africano desenvolveu na década de 50 do século XX. Esse método resume-se na combinação de técnicas de relaxamento com situações reais ou imaginárias de medo, experimentadas por seus pacientes. Gradativamente, utilizando sempre um trabalho de relaxamento profundo, o paciente deve ser conduzido a se relacionar com o que lhe provoca pânico e, dessa forma, a tensão irá diminuindo, devendo chegar à anulação da fobia que possuía. Percebe-se que o trabalho realizado deve ser direcionado para a quebra do vínculo existente entre o medo incorporado e o objeto ou situação que são a própria causa do pavor.
Trata-se, pois, de uma forma simples de se eliminar muitos desses distúrbios que, normalmente, acabam por ocasionar vários tipos de doenças psicológicas e psicossomáticas, causadoras de grande sofrimento e autodestruição. Os municípios brasileiros, normalmente, contam com a Secretaria de Assistência Social e caberia justamente aos elementos responsáveis por tal assessoria, desenvolver programas e atividades de relaxamento para diminuir o estresse e o índice de doenças que a ele se encontram vinculadas. Cabe a cada indivíduo, exercer suas prerrogativas de cidadão, pressionando tais dirigentes políticos para que lhe ofereça os serviços essenciais que envolvem sua saúde mental e vida sadia. Sei que não se trata de tarefa fácil, mas, cada pessoa deve ser capaz de se mobilizar e aos demais com os quais convive, pois, ficar esperando que as decisões venham “de cima”, certamente, trata-se de uma posição de conformismo com relação ao desprezo apresentado pelos órgãos públicos e classe política em geral, especialmente na sociedade brasileira quando se trata de atendimento aos mais carentes.
As Fobias- Os Tratamentos nas Diferentes Classes Sociais Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/social-sciences/psychology/2032963-fobias-os-tratamentos-nas-diferentes/

Comentários