evitar conflitos no divórcio

Dicas para evitar conflitos no divórcio

Resumo escrito por:AryMandelbaum
Um casamento “de papel passado” como se diz popularmente, nada mais é do que o contrato com prazo indeterminado entre um homem e uma mulher, contendo direitos e também deveres. Mas ao decidir o término deste contrato, o ex-casal, tem algumas questões legais a serem resolvidas.

Foi se o tempo em que encarar as formalidades de um divórcio eram muito mais complicadas do que o próprio término do relacionamento pessoal de um casal. Decidido então o divórcio, é preciso procurar um bom advogado como os advogados associados em Higienópolis, profissionais de preferências especializados em direito de família, que irá orientar e conduzir da melhor formas as questões envolvidas, como a divisão dos bens, pensões, guarda de filhos menores, sobrenomes, entre outras.
É nesta fase que podem ocorrer as maiores complicações de desacordo entre as partes, mesmo que o divórcio seja consensual, ou seja, de comum acordo entre as partes, as questões de direito entre elas podem causar certos impasses.

Nada como bons advogados associados, que farão toda a diferença nas tomadas de decisão. Na separação consensual, o processo se torna mais simples e rápido, agora se não houver esse acordo, ou umas das partes está se sentindo prejudicada, o processo poderá tomar o rumo do litigioso, que o tornará demorado, podendo levar anos para ser completamente resolvido.
Onde um juiz analisará todas as questões, tentará uma conciliação, um novo acordo entre as partes e depois decidirá o que considerar o mais justo a ser aplicado. A partilha de bens é sempre o assunto mais delicado a ser tratado, porém é decidida no momento da união, muitos casais não levam em conta essa questão nesta fase, muitos no momento não sabem nem a diferença entre os chamados regime de bens.

Muitos conflitos poderiam ser evitados se todos dessem a devida atenção a essas opções. Por exemplo, em regime de separação de bens, cada um detém o poder único pelo seu patrimônio adquirido antes do casamento. Já em comunhão universal de bens, os bens de ambos são unidos, e em processo de separação divididos igualmente. Em comunhão parcial de bens, só o que é adquirido após a união é dividido entre as partes. Porém a melhor forma de se evitar conflitos, é a consulta a um profissional, e a conversa franca entre as partes, as leis estão mais brandas quanto as suas formalidades, mas muita coisa pode ser resolvida com um bom diálogo.

Dicas para evitar conflitos no divórcio Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/law-and-politics/law/2349339-dicas-para-evitar-conflitos-div%C3%B3rcio/

Comentários