Em todo o mundo há prática da prevenção às drogas abordagens



Resumo escrito por:neher
Em todo o mundo há prática da prevenção às drogas, suas abordagens e linguagens voltadas a públicos-alvos específicos tem sofrido uma evolução pedagógica, que por incrível que pareça, tem deixado muita gente da comunidade científica contrariada.A OMS - Organização Mundial da Saúde em recente pesquisa científica provou e divulgou estes dados ao mundo, orientando governos de todos os países, de que para cada 1 dólar investido em prevenção/educação/conscientização dos males das drogas há um retorno a médio e longo prazo de 5 dólares, já que cada Estado passará a economizar em várias áreas públicas de atenção, como na saúde; onde economizará em internações, em tratamentos ambulatoriais, ou mesmo nas áreas sociais públicas, onde uma das consequências das drogas é a desestruturação familiar e financeira das pessoas.Sendo que acaba o Estado tendo que cobrir financeiramente as despesas causadas nas famílias atingidas pelo problema, pois estas acabaram ficando sem condições de se auto sustentarem, de buscar sua própria sobrevivência, de adquirir bens, pois as drogas lhe tiraram tudo.A prática da prevenção às drogas é portanto o melhor caminho, não apenas para economizar frutos do Tesouro de cada Estado, já que também não deixa de ser um investimento, pois o público atingido pelas práticas da prevenção, estará sendo vacinado e conscientizado sobre seus males, a informação e o conhecimento, como sabemos, é a chave para o progresso de uma Nação.A prevenção nos dias de hoje tem sofrido portanto, um amadurecimento em suas abordagens e linguagens. Hoje a linguagem técnico-científica tem sido substituída por linguagens mais modernas, lúdicas, interativas, voltadas a prender a atenção, a sensibilizar e a provocar discussões profundas nas consciências de cada ser humano.
É importante nos voltarmos contra o conservadorismo técnico/acadêmico e produzirmos dentro de uma proposta contínua de amadurecimento, cada vez mais, novas linguagens, mais pedagógica, mais psicológicas, sempre procurando sermos entendidos por crianças e adolescentes. Elas são o principal foco da prática da prevenção às drogas. As abordagens devem se preocupar com a realidade de cada comunidade, aspectos sociais e econômicos, bem como as faixas-etárias em que se encontram cada tipo de público a ser atingido. Prevenção às drogas não é mais somente o direito a uma informação técnica total sobre as drogas, mas agora também implica em produzir efeitos em outros aspectos das características humanas, no pensamento humano e no campo comportamental. Noções de higiene, explicações sobre o funcionamento do corpo humano, orientações sobre Valores Éticos e Comportamentais, bem como abordagens antiviolência; faz-se necessárias dentro da prática da prevenção às drogas, e; sem temer o impossível, devemos sempre buscarmos como Educadores reciclagem e constante atualização de conteúdos.
Prevenção às Drogas, Novas Abordagens e Pedagogia da Prevenção