como escolher um notebook entre tantos

Guia para comprar seu notebook

Crítica escrita por:andreiadacosta
Os notebooks estão se tornando mais comuns e para algumas pessoas, muitas vezes até substituem o próprio computador. Porém o constante surgimento de novas tecnologias faz com que os compradores se sintam perdidos em tantas funcionalidades.
A seguir, algumas das principais características que devem ser observadas para comprar um notebook:

1. Memória RAM: A memória é responsável pelo desempenho do computador, principalmente quando muitos programas estão ligados ao mesmo tempo. Se você não tem ideia de quanta memória irá precisar, considere o mínimo de 512 MB, depois é possível ampliar a memória do notebook, mas memórias adicionais não são muito baratas. Geralmente quando você precisar de mais memória, saberá disso pois o perfil do usuário é diferente (desenvolvimento de software, design gráfico, entre outros)

2. Placa e memória de vídeo: Para tarefas comuns este item não faz muita diferença. Apenas para quem vai utilizar aplicativos e jogos avançados.

3. Processador: Os tipos de processadores sempre estão sendo atualizados. Existem divergências entre qual o melhor processador. Para tarefas mais simples, o processador Intel ou AMD são ótimos.

4. Portas e conexões: No mínimo, escolha um notebook com 2 portas USB, conectores para microfones e fones de ouvido, conector VGA (para monitor externo), Ethernet (rede local), rede sem fio e pelo menos uma porta de expansão.

5. Tamanho do disco: Para a maioria das utilidades, um disco de 80G é suficiente. Porém, quanto mais espaço melhor. Uma boa dica é pesquisar modelos de Hd externo para complementar o notebook.

6. Drivers de CD e DVD: Os modelos mais comuns possuem leitor e gravador de CD de leitor de DVD. Não sai muito mais caro optar por um driver que também pode gravar DVD.

7. Resolução da tela: Se você vai usar o seu notebook para tarefas mais simples como navegar na internet e editar documentos, a resolução de 1024 X 768 é perfeitamente aceitável. Porém se você for usar para jogos e multimídia, resoluções mais altas são aconselháveis como 1280 X 800.

Verificando essas funções fica fácil escolher o modelo mais adequado ao uso que você vai fazer do seu notebook, assim é possível gastar menos e adquirir um produto bom. Porém, é claro que é sempre melhor investir na melhor marca, se existir a possibilidade financeira. Lembre-se de exigir a garantia e assistência técnica.

Guia para comprar seu notebook Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/products/consumer-electronics/2077627-guia-para-comprar-seu-notebook/
computador portátil Notebook ou Laptop ?

Crítica escrita por:WebCurioso
Um laptop (no Brasil, também é chamado de notebook) ou computador portátil (em Portugal, abreviado frequentemente para portátil) é um computador portátil, leve, projetado para ser transportado e utilizado em diferentes lugares com facilidade.Apesar disso, não existe uma convenção oficial sobre a nomenclatura e na linguagem popular o uso dos dois nomes se faz de forma aleatória, sendo os computadores portáteis pequenos são ocasionalmente chamados de notebooks, e os computadores portáteis grandes são ocasionalmente chamados de laptops.Laptops podem ser divididos em duas categorias: os portáteis, voltados especialmente aos que necessitam de um computador como acessório de trabalho, mas que locomovem-se com frequência entre um lugar e outro, e os desktops replacements, voltados a pessoas que querem computadores com alguma mobilidade, e com performance semelhante a de um computador de mesa. Isto ao custo de configurações de hardware mais simplificadas, como pouca memória RAM (raramente superior a 4 GB), placa de vídeo na maioria das vezes integrada ao chipset ou processador, velocidade do processador raramente superior a 3,00 GHz, e hard drive quase sempre limitado a 500 GB de capacidade . Tais laptops, voltados aos que querem performance (para uso de aplicativos pesados, tais como jogos, por exemplo) estão ficando mais leves, relativamente menores, e gastam mais lentamente suas baterias (que normalmente duram no máximo 4 horas em laptops com baterias de 9 células, executando aplicativos de peso médio).Novos laptops possuem tamanho de uma agenda e são finos como uma capa de dvd, como alguns modelos da Acer e Asus, denominados netbooks Atualmente, muitos laptops são dotados de adaptadores de rede wireless, que possibilitam a conexão a redes de computadores sem fio.
Notebook ou Laptop? Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/internet-and-technologies/2284102-notebook-ou-laptop/
A invasão dos  aparelhos tablets 

Resumo escrito por:Gui55
Um tablet por aluno em 2011. É o que garante uma rede de ensino do Estado de São Paulo que oferece cursos presenciais e à distância para preparação aos vestibulares.Em Curitiba, há escolas particulares de ensino médio prometendo o tablet como prêmio  ao aluno  que obtiver melhor desempenho no ano letivo. Pelo jeito, o tablet veio para ficar e fazer diferença,mais pela praticidade e utilidade do que pela inovação em si. Ou será o contrário? O notebook é muito prático e útil, mas não parece ter o mesmo apelo motivador de consumo entre os jovens.  Tablet é um dispositivo pessoal em formato de prancheta com uma tela touchscreen  ou uma caneta, em vez de um teclado ou mouse. O aparelho pode ser usado para acesso à Internet, organização pessoal, visualização de fotos, vídeos, leitura de livros, jornais e revistas e para entretenimento com jogos 3D. No Brasil há dois modelos distribuídos oficialmente, o Galaxy Tab, da Samsung e o iPad da Apple que fazem parte de uma nova leva de tablets que possuem um Sistema Operacional feito para eles, ao invés de utilizar o mesmo sistema operacional do computador. Fora esses, há dezenas de modelos "genéricos" disponíveis em sites de comércio eletrônico carinhosamente chamados de “xingling”, ou seja, uma bomba. Os tablets são diferentes dos e-books porque estes servem exclusivamente para ler jornais, livros e revistas, enquanto tablets possuem outras funções mais desafiadoras e interativas.
 A Apple estabeleceu um padrão de valores para computadores tablet quando lançou o iPad um ano atrás e podem ser comprados a partir de US$ 499, e os mais sofisticados por uns  US$ 800. As operadoras dos EUA, no entanto, começaram dar bons descontos nos aparelhos. Enquanto no Brasil o preço gira em torno de R$1600, a T-Mobile, por exemplo, já está vendendo o tablet por US$ 250 com um contrato.
 Mas e o tablet e a mídia? Este é um assunto que aguça a imaginação dos futuristas e profissionais da área da comunicação. Há quem diga que um Ipad jamais vai tirar o espaço da mídia tradicional e, portanto não se torna exatamente uma ameaça ao jornal impresso por exemplo. A um custo anual de US$ 25 milhões, o bilionário e pioneiro da mídia Rupert Murdoch lançou no dia 2 de fevereiro o The Daily, jornal exclusivo para Ipad.

A idéia é que seja um veículo para as massas onde em vez de assinatura, o cliente paga o aplicativo a US$0,99 semanais, pouco mais de R$1,50. Rupert é dono do Wall Street Journal a Fox News. Preço e interatividade parecem ser os grandes atrativos do novo modelo de jornal. Nas palavras do consultor de mídia Ken Doctor, autor de Newsnomics – Twelve New Trends that Will shape the News You Get (Newsnomics – 12 novas tendências que moldarão as notícias que chegam a você), e estrategista para a cadeia jornalística Knight Ridder e editor do site Pioneer Planet, o atual valor de US$500 do Ipad que poderia ser impeditivo de torná-lo um veículo de massa não vai durar muito. Segundo a projeção da  eMarketer, uma empresa com sede em Nova York que analisa e pesquisa tendências  de marketing e mídia digitais, até o fim de 2012 o mundo terá algo em torno de 80 milhões de tablets o que deverá puxar o preço para baixo em curtíssimo prazo. Segundo Doctor, o tablet vai sim tornar-se um produto de massa e acelerar a transição do impresso para o digital. O grande desafio, afirmou ainda, será fazer com que anunciantes se sintam encorajados a investir também no tablet que, ao menos, por enquanto, ainda não sabe qual é a linguagem publicitária mais adequada para esse veículo de comunicação. Para cobrir a metade dos custos anuais, Rupert precisaria algo em torno de 500 mil assinantes e o resto viria da publicidade. O The Daily existirá apenas em tablet e aposta que os leitores serão atraídos pelo preço que tem um apelo  psicológico, e uma linha editorial mais leve à semelhança do que fez o USA Today nos anos 80 e, na opinião dos entendidos, mais apolítico. Se é verdade que nossos jovens lêem pouco, pelo menos o tablet lhes dará uma acesso divertido a jornais e revistas. Desde que não seja xingling.
A invasão dos tablets Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/society-and-news/news-items/2115742-invas%C3%A3o-dos-tablets/
Nova geração de processadores da Intel têm performance até 42% superior 

Crítica escrita por:lmonline
A Intel aproveitou todos os holofotes apontados para a CES para apresentar ao público a segunda geração da famosa família de processadores Intel Core, batizada de Sandy Bridge. A nova linha, construída em 32 nanômetros, tem uma performance 42% superior que os modelos anteriores. A principal novidade fica por conta da fusão total do CPU com o chip gráfico, que antes estavam integrados numa mesma peça e a partir de agora passarão a vir literalmente unidos num só corpo. Segundo a empresa, isso permite um funcionamento sem gargalos no momento em que o usuário exige um maior processamento de dados do computador.

A segunda geração da família é a primeira a contar com uma microarquitetura inteligente que combina tecnologias visuais e gráficos 3D com os microprocessadores da marca. “Agora, os núcleos são ativados de forma independente e automática quando são postos à prova, como acontece em jogos, por exemplo. O processador gerencia a utilização dos GHz adicionais exigidos durante um desempenho maior da máquina, mas de forma com que a potência não seja extrapolada. É um overclocking (prática de exigir maior desempenho do PC) inteligente”, explicou o gerente de produtos da linha notebook para América Latina, Marcelo Gonçalves.

“A placa gráfica integrada ainda consegue uma performance 40% superior que a de outros chips dedicados — a comparação é baseada em modelos de entrada, ou seja, aqueles mais básicos — vendidos no mercado. Dessa forma, se um consumidor vai montar uma nova máquina ele não precisa mais se preocupar em comprar uma placa de vídeo separada para rodar as aplicações do dia a dia e até alguns games mais elaborados”, comentou o vice-presidente da Intel, Mooly Eden.

decisão pelo notebook ou desktop
No Brasil, alguns fabricantes contam, no primeiro trimestre, com computadores equipados com a nova geração de processadores Intel. A Positivo é uma delas. A marca aproveitou o evento e anunciou o lançamento dos desktops da linha Positivo Plus Elite e o notebook Positivo Premium Essential 9000, simultaneamente com os processadores que garantem um novo patamar de desempenho aos produtos. São três equipamentos baseados na nova plataforma que chegam ao mercado este mês: os desktops Positivo Plus Elite 9310 e Positivo Plus Elite 10380, com a segunda geração de processadores Intel Core i5 2300 e Intel Core i7 2600, respectivamente, e o notebook Positivo Premium Essential 9000, com o novo Intel Core i7 2630QM. Enquanto o Elite 9310 sai por R$ 2,8 mil, o modelo Elite 10380 e o portátil Essential, R$ 3,5 mil, cada um.



Novos processadores da Intel têm performance até 42% superior Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/internet-and-technologies/2102936-novos-processadores-da-intel-t%C3%AAm/

Comentários