As Dores da Alma são os sete pecados capitais



Resumo escrito por:sandra catarina

Este livro tem como finalidade a busca do auto-aperfeçoamento através do conhecimento do inconciente, liberandonos de toda crítica e perseguição a si mesmo e a outros.


Nos mostra nossa responsabilidade para com nossas atitudes autodestrutivas, e, não somente colocar a culpa em espíritos, forma facíl de fugir da realidade.
As Dores da Alma são os sete pecados capitais: orgulho, preguiça, raiva, inveja, gula, luxuria, avareza.
Dividida em 21 capítulos:
1) Crueldade: Tem como base a deseperação de viver de forma de ter a aprovação de todos o que nos rodeiam. É vital aprendr a dizer: não sei,não compreedo, não concordo e não me importo. Mostra que o segredo da felicidade está em viver a própria vida.
2) Orgulho: Sentimento que nos dá a errada sensação de sermos perfeitos, de ter a autoridade de julgar,as pessoas, de subestimar sua imporancia no universo. Nos produz um grande estress o fato de sentirmos super-heróis, com uma grande compulsão a controlar a vida alheia.
3) Irresponsabilidade: Jogamos a culpa dos erros de nossa vida a fatalidade, fugindo assim de toda responsabilidade. O autor ensina que a fatalidade somente existe no momento em que o espírito decide encarnar, fazendo sua escolha. Podemos alterar a situações que enfrentamos, quando mudamos nossa maneira de pensar.
4) Crítica: Se dice daquelas pessoas que passam a vida observando os outros, para encontrar seus erros, tapando assim para si mesmo e os outros os seus próprios efeitos de caráter.
5) Ilusão: As disiluções que a menudo nos acometem são na verdade, respostas reais a uma irreal percepção dos fatos. Esperamos perfeição das pessoas ao nosso redor, pois exigimos perfeição de nós mesmos. Como a perfeição humana não existe, sobrevém a decepção.
6) Medo: Sensação de perigo, muitas vezes exagerado, que impede nosso desenvolvimento normal como pessoas. O medo paralisa.
7) Preocupação: Nos preocupamos tanto com o dia de amanhã que deixamos de cuidaar o dia de hoje, muitas dessas preocupações são apenas hipóteses, que talvez nem aconteçam.
8) V´cio: Situação que qualquer de nós pode cair, a partir do momento em que permitimos que a ociosidade faça parte dominante de nossa vida.
9) Solidão: Sentimento considerado triste, errado, evitado, mas nem sempre deve ser assim, pode ser um momento de procura de paz interior, de autoconhecimento, de reflexão.
10) Culpa: Forma de sentimento que através dele, somos manipulados, conciente ou inconcientemente, por outras pessoas ou crenças religiosas, devido a nossas atitudes sociais ou sexuais.
11) Mágoa: Sentimento resultante da decepção com outras pessoas, que quando não curada pode se transformar em mágoa.
12) Egoismo: Devemos ter em conta o que realmente nos leva a ajudar outras pessoas, realmente é uma atitude altruista ou na verdade é nosso desejo de controlar?
13) Baixa estima: Uma vez reconhecida, depende de nós lutar contra este mal que afeta nossa saúde física e espiritual.
14) Rigidez: A dificuldade de ser flexíveis, de ver as coisas de forma realista, nos leva a paixões, um sentimento exagerado, que nos trás muita dor.
15) Ansiedade: Choro, desepero, gritos, nada poderá mudar a situação, busca serenidade e mudarás seu destino.
16) Perda: A vida é um ciclo constante de perdas e encontros. Saber lidar com as perdas nos permite dar maior sabor aos encontros.
17) Insegurança: Assumir a responsabilidadepor nossos atos, mesmo equivocados, mas sempre com a conciência de tomarmos as decisões que afetam nossas vidas nos tornarão pessoas mais seguras.
18) Repressão: Negar sentimentos e necessidades nos leva a um estado de imaturidade.
19)Depresão: Aceitar a depressão como um sentimento normal é tão bom como decidir que fazer com ela.
20) Dependência: Confundimos amore dependência. Oamor nos constrói, a dependência afasta.
21) Inveja: quando nos comparamos com outras pessoas e sentidonos inferiores, tentamos destruir aquilo que nos afeta.
As Dores da Alma Originalmente publicado no Shvoong: http://pt.shvoong.com/f/books/410243-dores-da-alma/

Comentários